Crise 2.4: Vamos valorizar as empresas de forma justa

Na bolha do ".com", há oito anos, o Terra valia mais do que a Repsol, algo que desafiava o bom senso, e assim fez, comprou a Lycos por mil milhões de pesetas e, na semana passada, fechou a Lycos Europe.

Nos últimos anos, vimos como não as empresas de construção, mas as empresas imobiliárias se tornaram públicas e subiram posições até chegarem ao Ibex 35, vimos também como estas empresas compraram grandes pacotes de acções de empresas de energia, sim, compraram-nas a crédito, como quase tudo o resto, porque estavam e estão tremendamente alavancadas, mas como a habitação subiu para mais de 10% por ano, valeu a pena.

Agora está a descer, e os construtores estão nas mãos dos bancos que lhes deu tanto crédito, e cuidado com alguns desses bancos viciados em tijolo.


Comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de correio eletrónico não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Português