Nanotecnologia

Por sorte, sou químico, ou seja, a nanotecnologia está-me próxima, porque acredito que é a partir da química que a ideia pode ser melhor compreendida.

Algo tão amplo como a nanotecnologia é um conjunto de ciências e técnicas que têm em comum a escala de distância em nanómetros, ou seja, a bilionésima parte do metro, uma escala que até há pouco tempo estava quase no limbo dos projectos de investigação. Entre o século XXI e a primeira parte do século XX, quase não se trabalhou e investigou-se muito na escala sub-nanométrica, o que levou ao aparecimento de modelos atómicos, do princípio da incerteza, etc. Também se fizeram muitos progressos em escalas maiores, por exemplo, na microeletrónica.
Então, o que é que a nano-escala implica? Significa conceber o grande a partir do pequeno, ordenar algumas moléculas para produzir um efeito na matéria, à escala macro, que nunca teriam sem essa ordem, significa construir tubos invisíveis, reactores microscópicos, sensores quase moleculares,... Em suma, significa novas possibilidades infinitas para a maioria das disciplinas científicas. Uma revolução.


Comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de correio eletrónico não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Português