Lesados pelo progresso tecnológico: uni-vos

O sub-realismo apoderou-se da elite cultural espanhola, ou melhor, dos seus intermediários. Esta manhã, fiquei surpreendido ao ouvir um desses intermediários proclamar-se afectados pelo progresso tecnológicoMas não usaram esse nome quando surgiram os discos compactos para substituir o vinil e a cassete. Esses CDs eram uma panaceia, porque se dizia que tinham um som ótimo, eram mais pequenos e até se dizia que não podiam ser esticados; o facto é que eram muito mais baratos de fabricar, distribuir e armazenar, e eram, e são, um material fungível, enquanto o vinil é inventável.

Há uma necessidade urgente de unir as pessoas afectadas pelo progresso tecnológico, proponho a partir daqui

- Laboratórios de revelação fotográfica

- Carteiros

- Estivadores

- Cortadores de pedra

- Agentes de bilhetes de autocarro

Unir forças para que a sua voz seja ouvida e para que possamos responder em conjunto às suas exigências de restauração do status quo.


Comentários

4 comentários para "Lesados pelo progresso tecnológico: uni-vos”

  1. Muito bem sucedido, gosto muito.
    Saudações!

  2. Eram aprendizes de feiticeiro: quanta inovação houve nos gira-discos em 30 anos, apenas a agulha com cabeça de diamante. Saltaram para o CD, conseguiram travar a cassete digital e pensaram que podiam controlar a mudança.

  3. Avatar de pilar purroy
    pilar purroy

    Esqueceu-se de mencionar também as telefonistas e as lavadeiras.

Deixar um comentário

O seu endereço de correio eletrónico não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Português