Eles não percebem #ebe10

Ou, como eu diria Pepu Hernández In-ter-net.
As pessoas não estão a perceber o que se está a passar aqui, já tive isto sensação há um ano e meio, na World Wide Web 2009. Nesse caso, foi ainda mais sangrento.
O endereço do hotel onde se realiza o evento Espanha Blogue Evento Não sabem o que são as redes sociais, não vêem a magnitude, não vêem que é uma grande oportunidade para se promoverem, não vêem que correm um grande risco de serem criticados na Internet?

É evidente que não o fazem. E o mesmo está a acontecer às empresas e às instituições. E o mesmo está a acontecer às empresas e instituições, mas elas simplesmente não percebem.

Quando vemos um anúncio de um champô na televisão, é difícil comprá-lo, mas quando o nosso primo de Mojácar nos recomenda esse champô, é muito provável que o compremos. Aqui em Sevilha, ainda hoje, há uma grande concentração de primos de Mojácar, mas os departamentos de marketing das empresas ou não ouviram falar disso, o que duvido, ou não o compreendem.
Ontem estava a discutir esta questão com Luis Casas e com Juan FreireConcordámos com a magnitude do que está a acontecer, em suma, é que três senhores tiveram a ideia de criar um encontro anual de bloggers há cinco anos em Sevilha. Hoje, estão aqui reunidos 2500 influencers, e a segunda edição do Telediario de sábado não tem esse poder de comunicação, mas não o compreendem.

A marca de óculos Oakley conseguiu que os mineiros chilenos viessem à superfície com os seus óculos, a publicidade gerada avaliado em 41M$mas eles não percebem, não compreendem que os media mudaram.


Comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de correio eletrónico não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Português