As bicicletas são a solução para a poluição, o stress e a obesidade.

imaginar que a bicicleta desloca o carroVivemos num mundo cujas virtudes são também as suas fraquezas, mas a bicicleta pode curar tudo.

A tecnologia tornou-nos produtivos, o capitalismo tornou-nos competitivos e a sobreprodução de bens e serviços tornou-nos confortáveis.

Mas, ao mesmo tempo, a produtividade exigiu sacrifícios ambientais, consumimos muitas matérias-primas, estamos a esgotar os combustíveis fósseis e continuamos a aumentar a concentração atmosférica de CO2.

A competitividade também não veio de graça, apesar de vivermos mais confortavelmente do que nunca na história da humanidade, não somos tão felizes como seria de esperar, não somos felizes porque estamos ansiosos; nas grandes cidades vivemos em tensão, stressados pelo trabalho, pelas obrigações e pelas notícias diárias.

A produção excessiva de bens prejudicou o ambiente, mas também o nosso próprio corpo. Comemos porcarias, mas essas porcarias são cómodas, baratas e viciantes, porque a indústria alimentar conhece as nossas fraquezas. Também não gastamos a energia que vem com essa porcaria porque não andamos, vemos o exercício como algo principalmente recreativo e não como uma forma de nos deslocarmos.

A bicicleta ataca todos estes males, ou seja, porque gastamos energia não engordamos e também geramos endorfinas que vão diretamente para encobrir o stress; é também um veículo com emissões zero.

A bicicleta teve o seu apogeu desde o final do século XIX até meados do século XX, quando foi devorada pelos vorazes automobilistas; e sim, o seu apogeu foi muito mais como meio de transporte do que como acessório desportivo. Mas nem sempre foi assim, pois a bicicleta foi inventada para dar uma vantagem militar sobre a cavalaria, uma vez que um cavalo não pode fazer longas viagens dia após dia e um veículo movido a energia humana pode fazer 300 km numa semana.

Atualmente, a bicicleta continua a ser um veículo em Espanha não grato porque não temos um único político que vá para o trabalho de bicicleta. Infelizmente, temos muito poucos políticos que vão para o trabalho porque nunca fizeram outra coisa na vida para além de se juntarem a um partido.


Comentários

2 comentários para "As bicicletas são a solução para a poluição, o stress e a obesidade.”

  1. Avatar de Maria Cecilia Muñoz Cáceres
    Maria Cecília Muñoz Cáceres

    É verdade, a bicicleta é um bom meio de transporte, eu utilizo-a, nem sempre, mas tenho a oportunidade de viver perto do trabalho e posso deslocar-me nela. Começo o meu dia com mais energia e a minha disposição é melhor. Mas há um grande problema que me impede de dizer que é tranquilo, porque a cidade de Santiago não está preparada e a maioria das pessoas não faz ideia das regras do ciclismo, não só os ciclistas, mas também os peões e os automobilistas. É por isso que não acho muito agradável andar de bicicleta, apesar de gostar muito.

    1. Concordo plenamente consigo, não temos nem boas estradas, nem bom estacionamento, nem sensibilização; mas tudo está a melhorar.

Deixar um comentário

O seu endereço de correio eletrónico não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Português