Nenhum código é para os emojis o que o código é para o alfabeto.

É evidente que El Quijote não poderia ter sido escrito com emojis, tal como a amazon.com não poderia ter sido feita com um Shopify ao qual ligamos coisas com o Zapier. Quando vendemos online, normalmente não precisamos nem de 1% das funcionalidades da Amazon e certamente não podemos pagar o investimento em desenvolvimento de software que a empresa de Jeff Bezos fez; na nossa vida quotidiana, podemos muitas vezes comunicar com emojis, mesmo que nem tudo possa ser expresso dessa forma.

Os emojis não são maus e o alfabeto é bom, tal como o no-code não é mau e o código é bom, mas também temos de ter em conta que, se o alfabeto praticamente não mudou desde o século XVIII, os emojis crescem em complexidade e precisão todos os meses, tal como o fenómeno do no-code.


Comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de correio eletrónico não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Português